PRERROGATIVAS, UMA QUESTÃO DE JUSTIÇA!

MATO GROSSO - 6ª SUBSEÇÃO DE SINOP

Newsletter


Ir para opção de Cancelamento

Agenda de Eventos

Novembro de 2021 | Ver mais
D S T Q Q S S
# 1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 # # # #

Notícia | mais notícias

OAB-MT aciona Polícia Federal por vídeo apócrifo que insinua intervenção da Ordem em favor de prefeito

20/10/2021 15:00 | NOTÍCIA-CRIME
Foto da Notícia: OAB-MT aciona Polícia Federal por vídeo apócrifo que insinua intervenção da Ordem em favor de prefeito

Foto: oab

imgA Ordem dos Advogados do Brasil - Seccional Mato Grosso (OAB-MT) apresentou na manhã desta quarta-feira (20), junto à Superintendência da Polícia Federal, notícia-crime  que requer abertura de inquérito para apuração e responsabilização dos criadores de vídeo apócrifo por difamação.

O vídeo, que circula no WhatsApp, sugere que a Ordem esteja intervindo em favor do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, em relação à “Operação Capistrum”.

No vídeo, que circulou nesta terça (19), o narrador imita a voz do prefeito de Cuiabá e cita nominalmente o presidente da OAB-MT, Leonardo Campos, e a  vice-presidente, Gisela Cardoso, afirmando que estes estariam tomando providências quanto ao afastamento do gestor. Na notícia-crime, a Ordem deixa claro que “trata-se de disseminação de notícia falsa, uma vez que a OAB-MT em nada interveio ou intervirá no deslinde dessa causa”.

O documento reforça que a operacão não guarda nenhuma relação com a OAB-MT e seus representantes eleitos e que o vídeo representa “[...] uma realidade inexistente com o escopo de influenciar a opinião da classe advocatícia , atrelando a OAB-MT ao caso do afastamento do atual prefeito da capital e de sua eventual defesa da lide processual, o que é sabidamente inverídico”.

Por meio da notícia-crime, a OAB-MT requer abertura de inquérito para apuração, identificação e indiciamento dos responsáveis pelo vídeo fake por crime de difamação, previsto no artigo 139 do Código Penal Brasileiro. Além disso, a entidade requer providências para impedir a propagação do vídeo.

CLIQUE AQUI e veja o documento na íntegra

--


Mel Mendes

imprensaoabmt@gmail.com

(65) 99610-6413
www.twitter.com.br/oabmt

www.facebook.com.br/oabmatogrosso

Instagram @oabmatogrosso

 


 


Facebook Facebook Messenger Google+ LinkedIn Telegram Twitter WhatsApp